Receita de Maçã do Amor Fácil de Fazer

32
Maçã do Amor

A receita de hoje é um doce clássico que inspira o romance, típico das festas juninas.

“A maçã do amor é uma invenção paulistana. O catalão José Maria Farre Angels desembarcou com a família no Brasil em 1954 e, cheio de dificuldades, criou o doce no ano seguinte para conseguir sobreviver. As maçãs eram abundantes no país, e o que Angels fez foi cobri-las com uma calda vermelha cristalizada. As maçãs do amor eram vendidas em praças, feiras e festas juninas. Mas ela ficou conhecida de verdade quando Angels participou da primeira UD (feira de utilidades domésticas), em 1960. Para a escolha do nome, Angels convocou uma reunião familiar. Descartadas sugestões como maçã caramelada ou doce cristalizado, o próprio patriarca sugeriu maçã do amor. O nome foi uma referência à maçã que expulsou Adão e Eva do Paraíso. Mas os livros registram que o norte-americano William W. Kolb teria produzido a primeira maçã do amor (ou candy apple em inglês) em 1908. No entanto, é importante não confundir: ‘As maçãs carameladas realmente já existiam, mas a calda vermelha e a adição do palito são invenção do meu avô’, garante Leandro Lopes Farre, que hoje administra os negócios da família. Segundo ele, as novas características foram suficientes para a criação de uma identidade que permitiu o registro da patente no Brasil.” (Fonte: www.cultura.estadao.com.br).

E você, já conhecia a história da maçã do amor? Bora aproveitar essa curiosidade para aprender a receita dessa gostosura!

Como fazer Maçã do Amor?

Tempo de Preparo: 40 Minutos

Grau de Dificuldade: Fácil

Rendimento: 10 Porções

Ingredientes:

  • 10 Maçãs
  • 2 e ½ de Xícaras de Açúcar
  • 1 Xícara de Água
  • 1 Colher de sopa de Corante vermelho em pó
  • 1 Colher de sopa de Vinagre de álcool ou de maçã

Modo de Preparo:

1 – Lave e seque as maçãs.

2 – No lado do cabinho de cada maçã, espete um palito de picolé ou de churrasco.

3 – Reserve.

4 – Coloque a água, o açúcar, o vinagre e o corante em uma panela de fundo grosso.

5 – Misture bem e leve ao fogo baixo.

6 – Comece a testar o ponto da calda, depois de 20 minutos em média.

7 – Se tiver um termômetro, o ideal será quando ele estiver marcando aproximadamente 145ºC.

8 – Caso não tenha um termômetro, faça o seguinte teste: pegue com uma colher, um pouco da calda e despeje em um copo com água. Depois, pegue a calda firme e jogue em um recipiente. Se fizer um barulho de vidro, está no ponto!

9 – Chegando ao ponto correto, tire a panela do fogo, aguarde de 1 a 2 minutos e mergulhe as maçãs.

10 – A calda endurece rapidamente, então não demore a banhar as maçãs.

11 – Em um tapete de silicone ou em uma superfície lisa untada com manteiga, deixe as maçãs secarem.

12 – Assim que secarem, embale-as em papel celofane e decore como desejar.

Deu água na boca né? A dica do dia é utilizar outras frutas no lugar da maçã, como peras ou morangos. Vem contar sua invenção!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Meu Diário de Receitas © Copyright 2021. Todos os Direitos Reservados
Close